Estimativa de produção da soja Argentina segue em declínio

2505

Redução de 3 milhões de toneladas na safra de soja argentina é reflexo  da seca que atingiu o país nesta safra.

As estimativas de produção da soja Argentina continuam a ser ajustadas para baixo. Na província de Córdoba foram reduzidas 1,3 milhão de toneladas, em relação a produção estimada há um mês atrás.

Na região de Buenos Aires a redução é de quase 700 mil toneladas, em Santa Fé são cerca de 400 mil toneladas e em Entre Rios 300 mil toneladas. No norte do país, depois das chuvas que falharam nas zonas produtivas, mais de 400 mil toneladas são reduzidas na estimativa.

A colheita da oleaginosa chega aos 28% da área total cultivada, se comparado ao mesmo período do ano anterior, a mesma esta bem adiantada.

Sendo assim, a produção de soja é estimada em 37,03 milhões de toneladas, levando em conta uma produtividade nacional média de 35,2 sc / ha, quase 2,5 sacos a menos que na ultima estimativa.

Os rendimentos milho estão nos níveis esperados, e muitas áreas mostram algumas melhorias. Mas sem chuva em março, o milho tardio não apresentará bons resultados. Portanto, as estimativas de produção do cereal são mantidas em 32 milhões de toneladas e a média de produção nacional é de 99,6 sc / ha.

Soja 2017/2018

O mês de março não ofereceu um índice pluviométrico que favorecesse os cultivos tardios, aumentando assim as perdas na região pampeana. Embora tenha ocorrido melhores precipitações na segunda quinzena, somente as regiões da costa argentina e uma pequena faixa do leste do país foram beneficiadas com estas chuvas. A seca continuou a se estender na região do Pampa, onde cerca de 44% das lavoura pampeanas se desenvolveram com a pior reserva hídrica dos últimos 50 anos.

Na região central cerca de, 85% da soja precoce foi colhida, sendo esta a região que mais avançou nas operações a campo até o momento. O rendimento médio esta em torno de 57,5 Sc/ha, mas com diferenças significativas entre as zonas de produção.

Os resultados parciais obtidos em Córdoba e os novos ajustes do estado da soja de segunda, fazem com que o rendimento médio provincial da oleaginosa seja estimado em 33,8 Sc/ha.

Em Buenos Aires também a redução nas estimativas, cerca de 680 mil toneladas. Apesar dos melhores resultados na soja precoce no norte da província, a soja de segunda continua se ajustando com menores rendimentos. Além disso, as estimativas continuam a cair no centro e oeste da província. A produção média provincial  ficou estimada em 38,6 Sc/ha, 2 sacos a menos do que na ultima estimativa.

continua após a publicidade…

________________________________________________________________________

Esta no AR:

Confira nosso Novo Curso: Fungicidas Protetores. O Curso é ministrado pelo Dr Luis Azevedo (com duração de 20 horas e certificado), por apenas R$ 79,00. Quer saber Mais? clique aqui e confira.

Em Santa Fé, novas quedas na produtividade foram observadas no norte e no centro da província. A um mês atrás, o rendimento esperado era de 8,54 milhões de toneladas de soja. A nova estimativa reduz a produção para 8,16 milhões de toneladas, ou seja, 380 mil toneladas a menos.

Em Entre Rios, de acordo com o SIBER da Bolsa de Valores de Entre Rios, nesta safra cultivou-se 1 milhão de hectares de soja de primeira e 280.000 de soja de segunda. Os rendimentos estão abaixo do esperado nesta primeira safra. Considerando estes resultados  estima-se um rendimento médio provincial de 18,3 sacos da oleaginosa.

Com base em observações realizadas nas diferentes áreas produtivas, é possível estimar que a produção nacional de soja seja de 37,03 milhões de toneladas. Na tabela a seguir, são apresentados os dados estimados para cada província, lembrando que os dados de Entre Ríos são retirados do SIBER da Bolsa de Grãos de Entre Rios.

Fonte: Bolsa de Comércio de Rosário

Milho 2017/18

Com 23% da área cultivada com milho colhida, os rendimentos observados estão de acordo com os valores estimados. Há grandes problemas com plantios tardios, especialmente em Córdoba. Em qualquer caso, essas tendências devem ser confirmadas com o progresso do trabalho. Portanto, a estimativa de produção do cereal é mantida em 32 milhões de toneladas, com um rendimento médio nacional estimado de 99,6 Sc/ha.

Fonte: Bolsa de Comércio de Rosário

Fonte: Adaptado de Bolsa de Comércio de Rosário

Tradução: Equipe Mais Soja

Texto originalmente publicado em:
Bolsa do comércio de Rosário
Autor: BCR

SEM COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA